Arquivo de abril, 2013

Os cabelos vermelho e ruivos sempre marcaram alguns personagens de nossa infância e até mesmo aqueles que até hoje são apaixonados por desenho, quadrinhos, mangas e animes.Por isso nada mais justo do que relembrar alguns personagens e aguçar a curiosidades para conhecer outros de cabelos vibrantes e marcantes.. A cor dos cabelos encantam a todos. É uma beleza diferente que fascina todos os olhares…SEUS CABELOS SÃO LINDOS!

 

*JESSICA RABBIT*

 Uma Cilada Para Roger Rabbit

 

21_thumb9

 

 

Oh, Jessica…
Jessica Rabbit é um desenho em forma de mulher – e que mulher! Uma mistura de Lauren Bacall,Veronica Lake e Rita Hayworth, ela é toda diva do cinema dos anos 40, glamour, sedução e mistério. Ela trabalha como cantora no Ink And Paint Club, que é onde acontece sua primeira aparição no filme com a música Why Don’t You Do Right de Peggy Lee. Jessica é uma mulher forte, independente, e, digamos assim, levemente manipuladora. Além de ter um rosto e um corpo perfeitamente (e literalmente) desenhados, ela é inteligente e determinada. Se você assistir o filme, OLHA O SPOILER, BRASIL!, vai saber de tudo que ela faz para proteger o maridão.É, basicamente, uma mulher apaixonada!

 

*ARIEL*

A Pequena Sereia

 

7df93f7822d0700a5de89f57bcbdda42c592a9aa-740

 

Ariel , é uma sereia de dezesseis anos de idade que está insatisfeita com a vida no mar e curiosa sobre como é o mundo humano. Com seu melhor amigo Linguado, Ariel recolhe artefatos humanos e vai para a superfície do oceano para visitar Sabidão, uma gaivota, que oferece conhecimento muito impreciso da cultura humana. Ela constantemente ignora os avisos de seu pai, o grande Rei Tritão, e de seu conselheiro Sebastião, que o contato entre sereias e os seres humanos é proibido.

 

*TEELA*

He-man & Shera

337548

 

Teela é uma personagem da franquia Masters of the Universe. É a capitã da guarda real de Eternia e guarda-costas do Príncipe Adam. Acredita que Mentor seja seu pai e não tem a menor idéia de quem seja sua mãe.

 

*MERIDA*

Valente

c08c4f184ae8f694526b22a787866505201e2110-740

 

Dona de lindos cachos avermelhados, a valente Merida não é a primeira personagem ruiva desenhada para os cinemas e, aliás, nem mesmo a primeira da Disney/Pixar.

 

*JEAN GREY*

X Men

ab9a41fc9efdf4bff8e6384b1408c6f21039f931-740

 

Jean Grey, ou Fênix é uma personagem das histórias em quadrinhos do Universo Marvel, produzidos pela Marvel Comics, sendo que sua primeira aparição foi em X-Men #1 (1963) sendo membro do grupo de mutantes conhecidos como X-Men.Jean Grey é uma poderosa telepata e telecinética de Nível Ômega, dando-lhe a capacidade de ler mentes, projetar seus pensamentos nas mentes de outros e deixar sem sentidos ou atônito os seus inimigos com pura força psiônica, projetar seus pensamentos nas mentes de outras pessoas para influenciar as decisões, manipular e alterar memorias, colocar alguém sob seu comando telepático, criar projeções astrais e mentais, capaz de nocautear ou matar alguém com a telepatia. Sua telepatia permite também atordoar seus inimigos com raios mentais que saem por suas mãos. Ao focar sua energia mental em alvo específico, ela pode disparar explosões de força psiônica devastadoras, jean é uma telepata tão forte que ela é capaz de absorve os conhecimentos de outro mutante essa habilidade é chamada de memoria Eidética È a capacidade de armazenar e processar vastas quantidades de informação em sua memória, dando a ela uma capacidade de aprendizagem sobre – humana.

 

*HERA VENENOSA- POISON IVY*

Batman

 

6b6aa83d2c65f70c6226671c962ca20608aae34a-740

 

 

Hera Venenosa (Poison Ivy no original, e alter ego da Dra. Pamela Lillian Isley) é uma personagem da DC Comics, inimiga de Batman. Criada por Robert Kanigher, sua primeira aparição foi em Batman #181 (junho de 1966).Ela pode controlar plantas e acelerar ou desacelerar o crescimento das mesmas. É também virtualmente imune a qualquer coisa que os humanos possam considerar letal, incluindo bactérias, vírus, fungos e todos os formulários de venenos. Hera é especialista em plantas e nos venenos derivados delas. Além disso, tem o poder de expelir feromônios do amor e lábios venenosos.

 

batman-and-robin-original

 

 

Uma Thurman deu a vida a Hera Venenosa no filme Batman & Robin de 1997. Como nos quadrinhos, Hera foi muito sensual e maldosa.

 

*DAPHNE ANN BLAKE*

 Scoby-Doo

 

daphne_blake_by_lirlys-d5z9pxn

 

Daphne “Daph” Ann Blake é uma personagem fictícia da série de desenhos animados Scooby-Doo. Ela é considerada a “patricinha” da Mistério S.A., por conter uma grande vaidade. Usa uma bolsa rosa de muitas utilidades. Nessa bolsa que tem, além de maquiagemfio dental e outros equipamentos femininos, “Biscoitos Scooby“, já que Salsicha e Scooby “são a isca” das armadilhas de Fred e os convence com uma caixa.Embora não seja tão inteligente quanto Velma, Daphne sempre resolver seus problemas de uma maneira diferente. O personagem mais tarde se tornou mais confiante e começou a ter um papel mais ativo com o passar do tempo, resultado da mudança de atitudes em relação às mulheres durante os anos 1970 e 1980. Em O Que Há de Novo, Scoby-Doo?, Daphne também foi bastante conhecida por sua habilidade em abrir fechaduras ou realizar outras tarefas com cosméticos de sua bolsa.

 

 

*SHEILA O’BRIEN*

Caverna do Dragão

 

1125769579_f

 

 

Sheila O’Brien foi intitulada “Ladra” (Thief) pelo Mestre dos Magos e a cor de sua magia é a violeta. Sua arma mágica é a mais passível de todas do grupo, uma vez que se trata de uma capa que a possibilita ficar invisível.Aparentemente,porém não confirmado,sua capa também proporciona intangibilidade,como mostrado no episódio “A Última Ilusão”,quando ela usa sua capa no corredor com laser e aparece do outro lado.É a irmã mais velha de Bobby. No entanto, nem a Rede Globo e tampouco a Herbert Richers a chamaram assim nas versões dubladas no Brasil. A dublagem original foi feita originalmente por Katie Leigh, e no Brasil por Marlene Costa e Fernanda Fernandes. Era uma das mais distantes do grupo, e em muitos episódio parecia encenar um romance com Hank. Ao longo dos 27 episódios que compõem a série, Sheila se torna amiga de Sorlarz e de Karina, que quase a mata. No caso de Sorlarz, ele propõe um casamento a ela, e sua recusa é pela lealdade ao grupo. Talvez a mais sensível do grupo, chorou em diversos episódios, como em “Vale dos Unicórnios”, por exemplo. Sua lágrimas tocam ainda bonequinha de pano de Ayisha e o rosto de Solarz; lágrimas de tristeza aparecem em “O Traidor”, “Cidadela das Sombras” e “Em busca do Esqueleto Guerreiro”.

 

*SONJA*

Conan, o Bárbaro

 

Red-Sonja-4

 

Sonja é  guerreira dos quadrinhos de Conan: O Homem-Arranha encontra Sonja.Red Sonja é uma personagem criada por Roy Thomas para Marvel Comics inspirada em contos de Robert E. Howard, ligada ao universo de Conan, o Bárbaro. Ela foi livremente inspirada em “Red Sonya de Rogatino”, do livro de Robert E. Howard “The Shadow of Vulture”, atualmente é publicada pela Dynamite Entertainment , enquanto que ConanKull e Solomon Kane são publicados pela Dark Horse .

 

*ANDROID 16*

Dragon Ball

7daba43a698cee219b21e1475a015ece532f69bf-740

 

 

É um andróide muito tranquilo e calado, que não mostra interesse algum pela batalha, e seus colegas pensam que essa é a razão pela que o Doctor Maki Gero dizia que tinha defeitos. Pouco a pouco vão-se descobrindo detalhes que lhe fazem mais completo que a seus colegas, como um radar que lhe permite detectar o poder de outros guerreiros, do que eles carecem. Ademais, explicará que seu desinteresse pela batalha se deve, a que seu único objectivo é acabar com a vida de Son Goku, e por tanto não lhe interessa batalha alguma que não seja essa. Também mostrará um total respeito pela natureza e o resto de seres que nela habitam, especialmente os pássaros.

 

*JESSE*

Toy Story

f8661ed7ed4ef0c1e745a793d6071812fc7f6dce-740

 

Jessie, de Toy Story 2 e 3, foi criada pelo mesmo estúdio e ostenta tranças de lã ruivo-alaranjadas.

 

*JESSIE*

Pokemon

 

cb218301cb6fc2bc37e26bd8e032de260bcc09d1-740

 

 

Jessie é sempre a primeira a tomar alguma posição contra o inimigo. Toda essa braveza talvez se deva a sua difícil e pobre infância. Ela fica deprimida quando James fala de sua infância, cheia de doces e diversão. Depois dessas dificuldades, Jessie resolveu, primeiro, entrar para uma escola de enfermeiras Pokémon, onde fez amizade com uma Chansey, mas não pôde ser matriculada porque era uma escola literalmente para Pokémon enfermeiras (como Chansey), e não para enfermeiras de Pokémon. Depois, tentou se matricular na Pokémon Technical School. Lá, conheceu James e, como ele, não passou nos exames para entrar na escola. Também com James, Jessie se uniu com uma gangue de ciclistas, e fazia sucesso pilotando sua bicicleta ao mesmo tempo que girava uma corrente. Depois disso, Jessie se juntou a Equipe Rocket, mas até agora não conseguiu realizar seu maior sonho: conseguir bastante dinheiro para apagar as amarguras de seu triste passado. Miyamoto, a mãe de Jessie, a deixa quando criança para tentar capturar o raro Mew e tentar ganhar dinheiro com ele, mas foi pega por uma avalanche em uma montanha(contudo,há quem diga que ela sobreviveu a avalanche, mas perdeu a memória, atuando hoje como Lorelai da Elite . Assim como a filha, Miyamoto também fazia parte da Equipe Rocket, naquela época, liderada por Madame Boss (mãe de Giovanni). Por ter perdido a mãe tão cedo, Jessie acabou sendo mandada  para um orfanato, no qual as condições de vida eram tão difíceis que havia dias em que ela se via forçada a comer neve para não passar fome.

 

*MISTICA*

 X Men

 

8cc91b02ea72d2da35e2449dc6c4d1198c311719-740

 

 

Mistica é uma personagem do Universo Marvel, publicado pela Marvel Comics, aparecendo com mais frequência nas histórias dos X-Men. Seu verdadeiro nome é Raven Darkholme.

De acordo com um retcon escrito pelo roteirista Chuck Austen, ela teve um relacionamento, na Alemanha, com o mutanteAzazel (enquanto era casada com o Barão Christian Wagner) até o dia em que ela deu à luz Kurt Wagner, um mutante dotado de pele azul e aparência demoníaca (parecido com Azazél), que mais tarde se tornaria o Noturno, integrante dos X-Men. Perseguida pela ira dos habitantes locais, foi obrigada a jogar o recém-nascido em um rio para salvar sua própria vida.

Incapaz de mostrar seu verdadeiro rosto, com medo de discriminação, Mistica se tornou uma mestra em manipular as pessoas e mentir para garantir sua sobrevivência com os humanos. Mas usar seus poderes em prol da humanidade mostrou-se cada vez mais difícil e a cada insucesso ela ficava mais frustrada e raivosa. Em razão disso, passou a acreditar que a humanidade era sua ferrenha inimiga.

 

Fontes e Créditos

Fonte:http://virgula.uol.com.br/ver/album/diversao/2012/07/18/20844-personagens-ruivos-das-animacoes-e-desenhos#0

http://osruivos.blogspot.com.br/2010/03/personagens-ruivos.html

http://pt.wikipedia.org

http://worldcosplay.net

www.deviantart.com

http://www.lbmdragonball.com

http://garotasgeeks.com

 

Dúvidas e Contatos

E-mail.:lifecosplay@hotmail.com

Tumblr.:lifecosplay.tumblr.com

*Steampunk*

Steampunk_Picnic_by_tanuki_chan

Steampunk é um subgênero da ficção científica, ou ficção especulativa, que ganhou fama no final dos anos 1980 e início dos anos 1990. Trata-se de obras ambientadas no passado, ou num universo semelhante a uma época anterior da história humana, no qual os paradigmas tecnológicos modernos ocorreram mais cedo do que na História real, mas foram obtidos por meio da ciência já disponível naquela época – como, por exemplo, computadores de madeira e aviões movidos a vapor. É um estilo normalmente associado ao futurista cyberpunk e, assim como este, tem uma base de fãs semelhante, mas distinta.
computador pessoal de um steampunk

O gênero steampunk pode ser explicado de maneira muito simples, comparando-o a literatura que lhe deu origem. Baseado num universo de ficção cientifica criado por autores consagrados como Júlio Verne no fim do século XIX, ele mostra uma realidade espaço-temporal na qual a tecnologia mecânica a vapor teria evoluído até níveis impossíveis (ou pelo menos improváveis), com automóveis, aviões e até mesmo robôs movidos a vapor já naquela época.

Este tipo de enfoque não é novidade, tanto na mídia quanto nos RPGs. O gênero Steam (vapor em inglês) há muito vem se popularizando e se mostra aos nossos olhos em filmes e desenhos animados como, a série O Mundo Perdido, o seriado e o filme James West, o filme De Volta Para o Futuro III e os anime Steamboy e Full Metal Alchemist. Os filmes A Liga Extraordinária e Van Helsing são outros exemplos de filmes que trabalham exatamente este período da literatura. Viagens sobre trilhos de trens, verdadeiros hotéis flutuantes vagando em zeppelins e máquinas extravagantes de funcionamento complicado que fazem pouco mais do que um despertador pululam em cada canto do mundo.

*Vestuário Steampunk*

Se você ainda não conhece o que é
, vamos entender primeiro o que é: steam = vapor, das eras das grandes descobertas científicas período, Vitoriano e pós Eduardiano. E o punk: no sentido ativista, anarquista, construtor social, anti-destruição, um pesquisador a favor dos movimentos e descobertas cientificas e culturais, artísticas. Steampunk não é apenas um subgênero de ficção cientifica, ma também uma versátil e criativa estética.A moda SteamPunk é um braço do genêro SteamPunk que reproduz em vida real toda a variedade de roupas achadas na literatura do gênero. O que aconteceu foi que essa tendência cresceu e virou um fenomêno, inspirando vários entusiastas a fazer e montar sua própria roupa SteamPunk.A maioria dessas roupas são inspiradas em certos personagens ou imagens da época Vitoriana ou da ficção SteamPunk, formando assim uma coleção de estilos que compartilham certos detalhes.Exemplos de steampunk são vistos em obras de escritores de ficção científica, como Jules Verne, H. G. Welles, bem como em romances e aventura como O Mundo Perdido, de Sir A. C. Doyle. E dentro de todas estas criações em todos os seus seguimentos cientifico que misturam realidades e ficção, podemos observar épocas, a vida e comportamento, etiquetas e vestuários.A estética do guarda roupa masculino já estava definida com os melhores cortes de casacas e calças entre ingleses e franceses, a famosa casaca, coletes, espartilho (Oscar Wild o mais dandy de todos usava) e camisa gola “vovô”.

Calça, acessórios como cartolas, luvas, jabots, broches, pins, abotoaduras que eram feitas com o brasão da família em ouro ou outros metais e até marfim. Polainas e calçados que evoluíram até os tempos modernos com varias transformações, ou seja, foram estilizados.

Os trajes femininos também tiveram suas grandes aparições, também nas cortes da era vitoriana onde imperavam os espartilhos (usados por baixo) que eram usados por quase todas as mulheres, e de acordo a sua situação social.
SteampunkShrug2klein

 

As mulheres dos palácios usavam os feitos em sedas finas e aviamentos em ouros e pedrarias. As moças das fabricas, criadas e camponesas usavam os feitos em algodão e linho cru para servirem suas amas e patrões em suas funções também elegantes!

Os espartilhos deixavam todas com corpinho de vespas, cintura bem delineada e quadril fartos. Usavam crinolinas e fazedores de ancas nos grandes bailes, e no dia a dia eram apenas anaguas volumosas. Os guarda roupas variavam de acordo com os dotes familiares. Trajes variados e específicos para passeio, festas, equitação, esportes, exploração, banho e roupas brancas (nome dado na época para lingeries).

steampunk-girls

Podemos nos inspirar nestes trajes e fazendo cada um de acordo seu personagem favorito reeditando passado e presente, utilizado de preferência materiais recicláveis.

Nos trajes Steampunk os tons predominantes são terra, pinhão, café com leite, bege, areia e detalhes em couro, rebites de metais, dourado velho e cobre. Pode ser usados também elementos da era Vitoriana: azul, azul Royal, violeta, verde, cereja, preto e branco.

Os itens de acessórios principais usados pelos steampunk são diretamente ligados ás descobertas tecnológicas como óculos de aviador ou soldador (aqueles de proteção), e claro, relógios de bolso e criações reeditadas de equipamentos que operaram a vapor, como membros mecânicos a vapor e armas fictícias com tecnologia da época.

 

As vestes da Era Georgiana/Período Regência (1714 – 1837), por exemplo, trazia para as damas desde vestidos marcados logo abaixo do busto, até o início do uso dos corsets, de decote reto e baixo, criando uma cintura fina e os quadris largos, com saias cheias e armadas. Para os cavalheiros, a cartola era essencial, assim como fraques por cima de camisas de gola alta e calças colantes por dentro de botas até o joelho. Já a Era Vitoriana (1837 – 1901) trazia para as mulheres vestidos mais fechados, porém com o tronco bem marcado por corsets e saias mais justas na frente, formando pregas, mas com o uso das anquinhas para ressaltar a parte de trás dos quadris. Os homens usavam coletes, capas, lace jabot e outras gravatas clássicas, fraques acinturados e, claro, cartolas.

Steampunk-9-by-bryanhumphrey-30

Porém, estamos tratando aqui de moda Steampunk e não da moda clássica que existiu na nossa história. Por conta disso, tomamos o original como base e usamos acessórios para complementá-los, exatamente como se faz na ficção. Pelo gênero ter uma tecnologia avançada e um mundo muito mais movido ao vapor, os maquinários entram nas peças do vestuário, formando um visual muito mais condizente com essa nova versão da Revolução Industrial. Ao invés de serem apenas roupas, a vestimenta acaba por caracterizar um tipo de personagem. Por exemplo, uma garota que utiliza o modelo de um vestido vitoriano, estiliza o corset, colocando diversas fivelas, detalhes com rebites, engrenagens e um cinto de utilidades com armas, binóculos e engenhocas num geral, deixa de ser apenas uma jovem dama inglesa e se torna uma mercenária, por exemplo.

A partir daí, a criação e a criatividade é por conta de quem vai vestir a roupa. Uma das coisas mais importantes sempre é pensar o que exatamente o conjunto da obra irá representar. O que isso quer dizer? A idéia de um personagem para aquela veste. Se a roupa irá representar um inventor, um aventureiro, um caçador, um mercenário, um cientista, um pirata, um ferreiro, enfim, aquilo que mais agrada o criador da roupa. Isso também facilita para pensar que tipo de acessórios ou peças serão necessárias e confeccionadas. Ao ter isso decidido, até mesmo o modelo da roupa fica mais simples de se escolher, assim como os tecidos que serão utilizados e suas devidas modificações. Uma aventureira, por exemplo, não poderia se meter em diversas situações usando um vestido de porte enorme, com enchimentos e anquinhas. Em casos como esse, a criadora da roupa pensaria em como adaptar, pensando em como deixar as pernas mais livres, para caso tivessem que correr para pular em um trem em movimento. O mesmo vale para os cavalheiros. Nenhum cientista usaria seu melhor terno de linho fino para testar suas experiências com eletricidade e química. É por isso que tendo a idéia geral do tipo de gênero de personagem e roupa que agrade, é mais fácil construir todo o resto.

Quer dizer que só existe moda Steampunk baseada na moda Londrina?

De forma alguma. Apesar do gênero ter sido criado a partir dessa base, ele possui uma estrutura que o permite ser utilizado em diversos outros lugares, como no Brasil, que pode ser visto até na compilação de contos de escritores brasileiros (Steampunk – Histórias de Um Passado Extraordinário) e no famoso Velho Oeste, uma das vertentes muito populares no Steampunk, também por causa de Wild Wild West, regravado em filme em 1999. Na verdade, não há restrições para a aplicação do Steampunk na História de um país, tudo depende da imaginação do criador da história, do personagem e, claro, das vestimentas. Apesar de ter sido um movimento essencialmente europeu, nada impediria, por exemplo, da existência de Steampunk no Japão, tomando pelo gancho a abertura dos portos do país para o ocidente em 1868.

A moda existe ao longo da imaginação, porém a única coisa que se deve tomar sempre cuidado é a época, os anos e as eras, já que na ficção é clara a referência do início da Revolução Industrial e, após isso, acaba por se tornar Dieselpunk.

Tudo bem, então o visual Steampunk é, na maioria, inspirado na Europa, especialmente em Londres, mas pode-se também ter outras adaptações livres de acordo com a imaginação. Mas e os acessórios?

Os acessórios também são livres. O gênero prega uma tecnologia muito mais avançada do que a realmente alcançada da nossa História, portanto todo tipo de criação é aceita, contanto que movida ao vapor, como se tivesse mesmo sido realizada naquela época. Porém, entre os fãs e os praticantes dessa moda Steampunk, alguns acessórios são mais famosos, como os goggles (óculos de proteção), armas a laser, propulsores em mochila para as costas, partes mecânicas no corpo e até mesmo asas de metal. Tudo é geralmente banhado no ouro velho, com aparência envelhecida, com engrenagens e milhares de partes, como se todas tivessem sido feitas à mão. A aparência de “geringonça”, com botões e dezenas de peças para “fazer funcionar” é bem normal. Muitos também adaptam relógios, bússolas e outros instrumentos de direção, assim como binóculos e ferramentas. Para cientistas e inventores também é comum uso de garrafas com aparência de antigamente, diversas vezes feitas a partir de antigos frascos de remédio.

images
images (2)

images (1)

*Origem Steampunk*

Apesar de várias obras agora consideradas como fundadoras do gênero terem sido publicadas nos anos 1960 e 1970, o termo “steampunk” se originou no final dos anos 1980 como uma variante de “cyberpunk“. Como as histórias do “steampunk” prototípico eram essencialmente contos cyberpunk ambientados na passado, usando tecnologia da era do vapor em vez da ubíqua cibernética do cyberpunk, mas mantendo as atitudes “punkistas” dessas histórias em relação a figuras de autoridade e à natureza humana. Originalmente, como o cyberpunk, o steampunk foi tipicamente distópico, geralmente com temas de noir e ficção pulp, como uma variante do cyberpunk. À medida que o gênero se desenvolveu veio a adotar mais um apelo utópico das sensibilidades dos romances de ficção científica do século XIX.

A ficção steampunk se foca mais sobre a tecnologia real, teórica ou cinemática da era vitoriana (1837-1901), inclusive motores a vapor, aparelhos mecânicos, e a Máquina diferencial. Apesar de muitas obras steampunk serem ambientadas em cenários vitorianos, o gênero tem se expandido até para cenários medievais e geralmente passeia pelos domínios do terror e da fantasia. Várias sociedades secretas e teorias conspiratórias são geralmente apresentadas, e alguns steampunks incluem elementos significativos de fantasia. Além disso, há frequentemente influênciasl ovecraftianasocultistas e góticas.

* Steampunk Primitivo*

As origens do steampunk remontagem às obras pioneiras de ficção científica de Júlio VerneH.G. Wells,Mark Twain e Mary Shelley, entre outros. Cada um destes autores escreveu obras apresentando tecnologia avançada e ambientada no século XIX ou início do século XX. Apesar de estes livros poderem ser classificados como steampunk hoje em dia, isto não é um rótulo exatamente correto, já que eles eram, na época de sua publicação, ambientados na época contemporânea (com exceção de Um Ianque de Connecticut na Corte do Rei Artur, de Twain).

Uma influência adicional na criação de steampunks são os contos Edisonade de Edward S. Ellis, Luis Senarens e outros, em que seus personagens Johnny Brainerd, Frank Reade, Jr., Tom Edison, Jr., e Jack Wright usavam veículos tecnologicamente avançados movidos a vapor em aventuras através dos Estados Unidos e do mundo. Além de fornecer a escritores posteriores os primeiros exemplos de criações de ficção científica usando a força do vapor, estas histórias tiveram uma influência direta no tema do “boy inventor” (garoto inventor), um subgênero de ficção científica personificado por Tom Swift (e repetido por SteamboyGirl Genius e outros).

Uma origem plausível para o ethos steampunk dentro um contexto de mídia deve ser o filme original mudo Viagem à Lua, de Georges Méliès, que retrata uma viagem à lua, usando as tecnologias da época (especificamente, usando um grande canhão para ejetar um ‘foguete’ no espaço).

Fontes e Créditos

Fonte:http://www.fetishefurrys.com.br/steampunk/117-o-vestuario-steampunk

http://www.urbandictionary.com/define.php?term=steampunk

http://steampunkworkshop.com/

http://modadesubculturas.blogspot.com.br/

http://todaela.uol.com.br/moda/steampunk-estilo-a-todo-vapor

http://steamcon.com.br/liga-de-artifices-steampunk/

http://steampunkcouture.com/

http://www.steampunk.com.br/2010/02/20/moda-vitoriana-georgiana-e-steampunk/

http://pr.steampunk.com.br/2010/02/26/qual-estilo-steampunk-combina-com-voce/

http://www.helloquizzy.com/tests/the-steampunk-style-test

Tradução: Jayne Freire

Dúvidas e Contatos

E-mail.:lifecosplay@hotmail.com

Tumblr.:lifecosplay.tumblr.com