Posts com Tag ‘pretty’

*Steampunk*

Steampunk_Picnic_by_tanuki_chan

Steampunk é um subgênero da ficção científica, ou ficção especulativa, que ganhou fama no final dos anos 1980 e início dos anos 1990. Trata-se de obras ambientadas no passado, ou num universo semelhante a uma época anterior da história humana, no qual os paradigmas tecnológicos modernos ocorreram mais cedo do que na História real, mas foram obtidos por meio da ciência já disponível naquela época – como, por exemplo, computadores de madeira e aviões movidos a vapor. É um estilo normalmente associado ao futurista cyberpunk e, assim como este, tem uma base de fãs semelhante, mas distinta.
computador pessoal de um steampunk

O gênero steampunk pode ser explicado de maneira muito simples, comparando-o a literatura que lhe deu origem. Baseado num universo de ficção cientifica criado por autores consagrados como Júlio Verne no fim do século XIX, ele mostra uma realidade espaço-temporal na qual a tecnologia mecânica a vapor teria evoluído até níveis impossíveis (ou pelo menos improváveis), com automóveis, aviões e até mesmo robôs movidos a vapor já naquela época.

Este tipo de enfoque não é novidade, tanto na mídia quanto nos RPGs. O gênero Steam (vapor em inglês) há muito vem se popularizando e se mostra aos nossos olhos em filmes e desenhos animados como, a série O Mundo Perdido, o seriado e o filme James West, o filme De Volta Para o Futuro III e os anime Steamboy e Full Metal Alchemist. Os filmes A Liga Extraordinária e Van Helsing são outros exemplos de filmes que trabalham exatamente este período da literatura. Viagens sobre trilhos de trens, verdadeiros hotéis flutuantes vagando em zeppelins e máquinas extravagantes de funcionamento complicado que fazem pouco mais do que um despertador pululam em cada canto do mundo.

*Vestuário Steampunk*

Se você ainda não conhece o que é
, vamos entender primeiro o que é: steam = vapor, das eras das grandes descobertas científicas período, Vitoriano e pós Eduardiano. E o punk: no sentido ativista, anarquista, construtor social, anti-destruição, um pesquisador a favor dos movimentos e descobertas cientificas e culturais, artísticas. Steampunk não é apenas um subgênero de ficção cientifica, ma também uma versátil e criativa estética.A moda SteamPunk é um braço do genêro SteamPunk que reproduz em vida real toda a variedade de roupas achadas na literatura do gênero. O que aconteceu foi que essa tendência cresceu e virou um fenomêno, inspirando vários entusiastas a fazer e montar sua própria roupa SteamPunk.A maioria dessas roupas são inspiradas em certos personagens ou imagens da época Vitoriana ou da ficção SteamPunk, formando assim uma coleção de estilos que compartilham certos detalhes.Exemplos de steampunk são vistos em obras de escritores de ficção científica, como Jules Verne, H. G. Welles, bem como em romances e aventura como O Mundo Perdido, de Sir A. C. Doyle. E dentro de todas estas criações em todos os seus seguimentos cientifico que misturam realidades e ficção, podemos observar épocas, a vida e comportamento, etiquetas e vestuários.A estética do guarda roupa masculino já estava definida com os melhores cortes de casacas e calças entre ingleses e franceses, a famosa casaca, coletes, espartilho (Oscar Wild o mais dandy de todos usava) e camisa gola “vovô”.

Calça, acessórios como cartolas, luvas, jabots, broches, pins, abotoaduras que eram feitas com o brasão da família em ouro ou outros metais e até marfim. Polainas e calçados que evoluíram até os tempos modernos com varias transformações, ou seja, foram estilizados.

Os trajes femininos também tiveram suas grandes aparições, também nas cortes da era vitoriana onde imperavam os espartilhos (usados por baixo) que eram usados por quase todas as mulheres, e de acordo a sua situação social.
SteampunkShrug2klein

 

As mulheres dos palácios usavam os feitos em sedas finas e aviamentos em ouros e pedrarias. As moças das fabricas, criadas e camponesas usavam os feitos em algodão e linho cru para servirem suas amas e patrões em suas funções também elegantes!

Os espartilhos deixavam todas com corpinho de vespas, cintura bem delineada e quadril fartos. Usavam crinolinas e fazedores de ancas nos grandes bailes, e no dia a dia eram apenas anaguas volumosas. Os guarda roupas variavam de acordo com os dotes familiares. Trajes variados e específicos para passeio, festas, equitação, esportes, exploração, banho e roupas brancas (nome dado na época para lingeries).

steampunk-girls

Podemos nos inspirar nestes trajes e fazendo cada um de acordo seu personagem favorito reeditando passado e presente, utilizado de preferência materiais recicláveis.

Nos trajes Steampunk os tons predominantes são terra, pinhão, café com leite, bege, areia e detalhes em couro, rebites de metais, dourado velho e cobre. Pode ser usados também elementos da era Vitoriana: azul, azul Royal, violeta, verde, cereja, preto e branco.

Os itens de acessórios principais usados pelos steampunk são diretamente ligados ás descobertas tecnológicas como óculos de aviador ou soldador (aqueles de proteção), e claro, relógios de bolso e criações reeditadas de equipamentos que operaram a vapor, como membros mecânicos a vapor e armas fictícias com tecnologia da época.

 

As vestes da Era Georgiana/Período Regência (1714 – 1837), por exemplo, trazia para as damas desde vestidos marcados logo abaixo do busto, até o início do uso dos corsets, de decote reto e baixo, criando uma cintura fina e os quadris largos, com saias cheias e armadas. Para os cavalheiros, a cartola era essencial, assim como fraques por cima de camisas de gola alta e calças colantes por dentro de botas até o joelho. Já a Era Vitoriana (1837 – 1901) trazia para as mulheres vestidos mais fechados, porém com o tronco bem marcado por corsets e saias mais justas na frente, formando pregas, mas com o uso das anquinhas para ressaltar a parte de trás dos quadris. Os homens usavam coletes, capas, lace jabot e outras gravatas clássicas, fraques acinturados e, claro, cartolas.

Steampunk-9-by-bryanhumphrey-30

Porém, estamos tratando aqui de moda Steampunk e não da moda clássica que existiu na nossa história. Por conta disso, tomamos o original como base e usamos acessórios para complementá-los, exatamente como se faz na ficção. Pelo gênero ter uma tecnologia avançada e um mundo muito mais movido ao vapor, os maquinários entram nas peças do vestuário, formando um visual muito mais condizente com essa nova versão da Revolução Industrial. Ao invés de serem apenas roupas, a vestimenta acaba por caracterizar um tipo de personagem. Por exemplo, uma garota que utiliza o modelo de um vestido vitoriano, estiliza o corset, colocando diversas fivelas, detalhes com rebites, engrenagens e um cinto de utilidades com armas, binóculos e engenhocas num geral, deixa de ser apenas uma jovem dama inglesa e se torna uma mercenária, por exemplo.

A partir daí, a criação e a criatividade é por conta de quem vai vestir a roupa. Uma das coisas mais importantes sempre é pensar o que exatamente o conjunto da obra irá representar. O que isso quer dizer? A idéia de um personagem para aquela veste. Se a roupa irá representar um inventor, um aventureiro, um caçador, um mercenário, um cientista, um pirata, um ferreiro, enfim, aquilo que mais agrada o criador da roupa. Isso também facilita para pensar que tipo de acessórios ou peças serão necessárias e confeccionadas. Ao ter isso decidido, até mesmo o modelo da roupa fica mais simples de se escolher, assim como os tecidos que serão utilizados e suas devidas modificações. Uma aventureira, por exemplo, não poderia se meter em diversas situações usando um vestido de porte enorme, com enchimentos e anquinhas. Em casos como esse, a criadora da roupa pensaria em como adaptar, pensando em como deixar as pernas mais livres, para caso tivessem que correr para pular em um trem em movimento. O mesmo vale para os cavalheiros. Nenhum cientista usaria seu melhor terno de linho fino para testar suas experiências com eletricidade e química. É por isso que tendo a idéia geral do tipo de gênero de personagem e roupa que agrade, é mais fácil construir todo o resto.

Quer dizer que só existe moda Steampunk baseada na moda Londrina?

De forma alguma. Apesar do gênero ter sido criado a partir dessa base, ele possui uma estrutura que o permite ser utilizado em diversos outros lugares, como no Brasil, que pode ser visto até na compilação de contos de escritores brasileiros (Steampunk – Histórias de Um Passado Extraordinário) e no famoso Velho Oeste, uma das vertentes muito populares no Steampunk, também por causa de Wild Wild West, regravado em filme em 1999. Na verdade, não há restrições para a aplicação do Steampunk na História de um país, tudo depende da imaginação do criador da história, do personagem e, claro, das vestimentas. Apesar de ter sido um movimento essencialmente europeu, nada impediria, por exemplo, da existência de Steampunk no Japão, tomando pelo gancho a abertura dos portos do país para o ocidente em 1868.

A moda existe ao longo da imaginação, porém a única coisa que se deve tomar sempre cuidado é a época, os anos e as eras, já que na ficção é clara a referência do início da Revolução Industrial e, após isso, acaba por se tornar Dieselpunk.

Tudo bem, então o visual Steampunk é, na maioria, inspirado na Europa, especialmente em Londres, mas pode-se também ter outras adaptações livres de acordo com a imaginação. Mas e os acessórios?

Os acessórios também são livres. O gênero prega uma tecnologia muito mais avançada do que a realmente alcançada da nossa História, portanto todo tipo de criação é aceita, contanto que movida ao vapor, como se tivesse mesmo sido realizada naquela época. Porém, entre os fãs e os praticantes dessa moda Steampunk, alguns acessórios são mais famosos, como os goggles (óculos de proteção), armas a laser, propulsores em mochila para as costas, partes mecânicas no corpo e até mesmo asas de metal. Tudo é geralmente banhado no ouro velho, com aparência envelhecida, com engrenagens e milhares de partes, como se todas tivessem sido feitas à mão. A aparência de “geringonça”, com botões e dezenas de peças para “fazer funcionar” é bem normal. Muitos também adaptam relógios, bússolas e outros instrumentos de direção, assim como binóculos e ferramentas. Para cientistas e inventores também é comum uso de garrafas com aparência de antigamente, diversas vezes feitas a partir de antigos frascos de remédio.

images
images (2)

images (1)

*Origem Steampunk*

Apesar de várias obras agora consideradas como fundadoras do gênero terem sido publicadas nos anos 1960 e 1970, o termo “steampunk” se originou no final dos anos 1980 como uma variante de “cyberpunk“. Como as histórias do “steampunk” prototípico eram essencialmente contos cyberpunk ambientados na passado, usando tecnologia da era do vapor em vez da ubíqua cibernética do cyberpunk, mas mantendo as atitudes “punkistas” dessas histórias em relação a figuras de autoridade e à natureza humana. Originalmente, como o cyberpunk, o steampunk foi tipicamente distópico, geralmente com temas de noir e ficção pulp, como uma variante do cyberpunk. À medida que o gênero se desenvolveu veio a adotar mais um apelo utópico das sensibilidades dos romances de ficção científica do século XIX.

A ficção steampunk se foca mais sobre a tecnologia real, teórica ou cinemática da era vitoriana (1837-1901), inclusive motores a vapor, aparelhos mecânicos, e a Máquina diferencial. Apesar de muitas obras steampunk serem ambientadas em cenários vitorianos, o gênero tem se expandido até para cenários medievais e geralmente passeia pelos domínios do terror e da fantasia. Várias sociedades secretas e teorias conspiratórias são geralmente apresentadas, e alguns steampunks incluem elementos significativos de fantasia. Além disso, há frequentemente influênciasl ovecraftianasocultistas e góticas.

* Steampunk Primitivo*

As origens do steampunk remontagem às obras pioneiras de ficção científica de Júlio VerneH.G. Wells,Mark Twain e Mary Shelley, entre outros. Cada um destes autores escreveu obras apresentando tecnologia avançada e ambientada no século XIX ou início do século XX. Apesar de estes livros poderem ser classificados como steampunk hoje em dia, isto não é um rótulo exatamente correto, já que eles eram, na época de sua publicação, ambientados na época contemporânea (com exceção de Um Ianque de Connecticut na Corte do Rei Artur, de Twain).

Uma influência adicional na criação de steampunks são os contos Edisonade de Edward S. Ellis, Luis Senarens e outros, em que seus personagens Johnny Brainerd, Frank Reade, Jr., Tom Edison, Jr., e Jack Wright usavam veículos tecnologicamente avançados movidos a vapor em aventuras através dos Estados Unidos e do mundo. Além de fornecer a escritores posteriores os primeiros exemplos de criações de ficção científica usando a força do vapor, estas histórias tiveram uma influência direta no tema do “boy inventor” (garoto inventor), um subgênero de ficção científica personificado por Tom Swift (e repetido por SteamboyGirl Genius e outros).

Uma origem plausível para o ethos steampunk dentro um contexto de mídia deve ser o filme original mudo Viagem à Lua, de Georges Méliès, que retrata uma viagem à lua, usando as tecnologias da época (especificamente, usando um grande canhão para ejetar um ‘foguete’ no espaço).

Fontes e Créditos

Fonte:http://www.fetishefurrys.com.br/steampunk/117-o-vestuario-steampunk

http://www.urbandictionary.com/define.php?term=steampunk

http://steampunkworkshop.com/

http://modadesubculturas.blogspot.com.br/

http://todaela.uol.com.br/moda/steampunk-estilo-a-todo-vapor

http://steamcon.com.br/liga-de-artifices-steampunk/

http://steampunkcouture.com/

http://www.steampunk.com.br/2010/02/20/moda-vitoriana-georgiana-e-steampunk/

http://pr.steampunk.com.br/2010/02/26/qual-estilo-steampunk-combina-com-voce/

http://www.helloquizzy.com/tests/the-steampunk-style-test

Tradução: Jayne Freire

Dúvidas e Contatos

E-mail.:lifecosplay@hotmail.com

Tumblr.:lifecosplay.tumblr.com

5

*Gyaru*

images (7)

Gyaru é a transliteração japonesa para a palavra gal.
Uma curiosidade :  gal, era o nome de uma marca de jeans e hoje é usada para se referir a garotas,com a publicidade slogan : “Eu não posso viver sem homens”, e foi aplicado a moda.
Essa moda se iniciou no ano de 1991(mais ou menos)  quando algumas garotas, conhecidas como kogal, começaram a se rebelar ao padrão de beleza japonês, começando a se bronzear, usar suas saias colegiais bastante curtas (sendo o padrão na altura dos joelhos) e loose socks ao invez das tradicionais meias ¾ dos uniformes japoneses.
Podemos dizer que, em sua maioria, as gyarus são garotas com boa posição social e ligadas na moda, tanto ocidental quanto oriental.
Sempre usam marcas caras, tanto mudialmente quanto no Japão. De maioria possuem cabelos claros (tons platinados, ou de castanho claro a loiro), algumas vezes lisos, outras vezes enrolados. A pele é geralmente bronzeada, varia de tons bastante naturais a bastante escuros, apesar de, claro, ter garotas que preferem manter a pele bastante branca.
Subcultura Gyaru é ainda uma grande influência na economia do Japão de moda com marcas gyaru ramificando-se e tornando-se mais acessível em áreas rurais. Em Tóquio, muitas vezes, um centro comercial em cada estação de comboios é dedicado a oferecer os itens novos e modernos de marcas Gal populares. Algumas marcas estão atingindo também no exterior por ter seus itens de fácil acesso em lojas virtuais que oferecem serviços de transporte em todo o mundo. Círculos Gal (gyaru-sa / ギャルサー) também são uma parte divertida da vida de uma gal.
Como toda moda, tem seus sub-estilos , apesar de que, no Japão, todas são tratadas, simplesmente, por gyaru, sem haver distinção de estilo.
Apesar de não haver tanta distinção na hora de se ‘chamar’ uma gyaru, a classificação existe e conta com diversos estilos que se diferenciam bastante. Mas como saber identificar? Muitas vezes se vê pelas roupas, marcas e comportamento.

*Subcategorias*

Gyaru Kei (ギャル系 (Gyaru Kei))

Basicamente o padrão de estilo gyaru.É o estilo mais geral e não pede bronzeamento e contém sub-estilos apesar de ser um sub-estilo.

tumblr_ldzmllLYaK1qa505to1_1280

Subcategorias de gyaru

Amekaji Gyaru = usam marcas americanas casuais, incluindo as botas chamadas de Uggs!

cocolulu
Saike Gyaru = usam o chamado ‘club wear’, tie dye, estampas tribais, etc.

saike
Roma Gyaru = usam roupas fofas e românticas.

page
Bohemian = usam vestidos com estampas boêmias, coletes, etc.

tumblr_lanio5Z4Qz1qbcbfxo1_500
Miritai = como o nome diz se valem de, ao menos, uma peça do estilo militar.

gyaru milita
Rokku = camisetas com estampas ‘rockers’, litras, xadrez, estampas de caveira, denim, etc.

a13
Rizouto = basicamente roupas de verão como saias-ciganas, shorts e camisetas.

images (1)
Marin = litras azuis/vermelhas/brancas, ancoras. Basicamente, ‘marine mode’.

images (2)
Haady Gal = Tem um estilo colorido, brilhante, com padrões estranhos.

images

Onee Gyaru(お姉ギャル (Onee Gyaru))

É o estilo mais clássico, usado geralmente por mulheres mais maduras. Inclui roupas sexys e de marcas realmente famosas como Louis Vuitton, Channel, Dolce & Gabanna, que tem uma enorme enfase no estilo, assim como a classe social.

Dentro do estilo ainda se incluir o セレブ (serebu), que se baseia na moda das celebridades ocidentais, sendo necessário o conhecimento da moda ocidental e oriental.

page

Hime Gyaru(姫ギャル (Hime Gyaru))

É o estilo mais ‘princesinha’ das gyarus. Usam muito rosa,vermelho, azul, laços, estampa de animais (onças, zebras, leopardo) e florais,  cabelos armados e enrolados.

São bastante elegantes, usando sempre botas ou sapatos de salto, unhas decoradas e acessórios de cabelo como coroinhas.O estilo floresceu no início dos anos 2000, mas, desde então, diminuiu ou ficou mais casual (esta versão é referido como hime Kajii ), mesmo que o antigo ainda está presente.

page

Onii-Kei(お兄系 (Onii-Kei))

É um estilo onde o fator ‘cool’ é extremamente importante.Utilizam muito óculos escuros, quando não se encontram em boates, jeans, sapatos ou botas bonitas.É visto, também, no homens, como a versão mais clássica e amadurecida do Gyaru Oh.Existem também mulheres que seguem o estilo, geralmente usando algo xadrez (camisa ou short), camisetas estampadas ou, algumas, até mesmo, seguem o estilo do mesmo modo que os homens.

Onii-kei

Yamanba : apresenta tons escuros e batom branco, pastel olho make-up, metálico minúsculo ou adesivos brilhantes abaixo dos olhos, coloridas lentes de círculo de plástico dayglo roupas de cor, e acessórios incongruentes, tais como colares havaianos. Adesivos no rosto morreu pouco depois de 2004 e, por um tempo, Yamanba morreu.

images

Mamba(マンバ (Mamba))

É a ‘evolução’ do estilo conhecido como Yamamba. Não são mais usados os adesivos abaixos dos olhos e, nem mesmo, os acessórios havaianos que as Yamambas utilizavam, porém o tom escuro de pele e a maquiagem conhecida como ‘panda makeup’ continuam em alta (apesar de que com novas cores além do branco), além de usarem cílios postiços coloridos e jóias em torno dos olhos.
São coloridas, os cabelos tendem a ser loiros ou de cores bastante fluorecentes.

Existe um estilo masculino das mambas, que é conhecido como センター (sentaa).

manba1

Bamba(バ゛ンバ (Bamba))

É visto como uma versão mais ‘light’ das mambas. Usam cabelo em cores neon ou natural, pele num tom mais claro e sem a maquiagem excessivamente branca.
São conhecidas por ter um estilo meio barbie na hora de se vestir.

544fazc2

Tsuyome Gal(強めギャル (Tsuyome Gal))

É a versão mais ‘light’ das bambas, com um certo toque mais agressivo, com uso de camisetas rasgadas, luvas de couro sem dedos, cintos com caveiras. Tem um certo toque de rocker, bicker e hiphop.
Usam a maquiagem mais leve, sem o branco forte, mas sim cores mais suaves.

4y4xb1u2

Ganguro (ガングロギャル): é uma tendência da moda alternativa entre jovens japonesas.Uma gyaru com um cabelo profundo bronzeado artificial e branqueada. Este estilo foi popular na década de 1990 e início de 2000.

page

Kogyaru (高校生(kōkōsei )) Geralmente, um estudante do ensino médio, A kogal podem ser identificados por suas meias soltas e encurtado saia.(高校生kōkōsei )

page

Gyaru mama (ギャルママ):  meninas gyaru que continuaram o estilo depois de ter filhos. BBC News afirma: “. Gal-mama são mães jovens que se recusam a abandonar sua gal-ness”.

page

Gyaru Oh:Por mais que gyaru seja uma palavra destinada a garotas, há sim rapazes que seguem a moda e, um exemplo disso são os gyaru oh.
Usam cabelos prateados, castanhos e até rosas. Jaquetas, casacos ou camisas abertas, regatas por baixo e jeans. Cabelos tão bem elaborados quanto os das garotas também contam.

postgyaru1

Bibinba (ビビンバ): Este look geralmente inclui uma grande quantidade de ouro e jóias. Semelhante ao b-gal .

2961603915_e10574bcb0

Fontes e Créditos

Fonte:

http://www.harajukulovers.com.br/index.php/pessoas/

http://pt.wikipedia.org/wiki/Lolita_(moda)

http://perdidanojapao.blogspot.com.br/

http://maikosdiary.blogspot.com.br/2012/02/estilos-do-japao-part1.html

http://resumododia.com/moda-japonesa-roupas-estilo.html

http://neojaponisme.com/2012/02/28/the-history-of-the-gyaru-part-one/

http://neojaponisme.com/2012/05/08/the-history-of-the-gyaru-part-two/

http://neojaponisme.com/2012/06/06/the-history-of-the-gyaru-part-three/

http://diversidadevisual.blogspot.com.br/2010/06/dress-up-game-estilos-japoneses.html

http://apricitydollshouse.wordpress.com

Tradução: Jayne Freire

Dúvidas e Contatos

E-mail.:lifecosplay@hotmail.com

Tumblr.:lifecosplay.tumblr.com

Com certeza você já deve ter notado como a moda oriental é excêntrica e bem diferente do que nós orientais estamos acostumados no nosso dia a dia.Não se preocupam se o modelito cairá bem para determinado tipo de corpo, e muito menos ligam para combinar roupas e tons. Aqui, cada um tem seu estilo e ninguém fica reparando.Essa revolução na moda japonesa surpreendeu muitos estilistas em todo o mundo, que na época estavam acostumados a encontrarem no guarda roupa dos japoneses apenas um tipo de roupa: o quimono. Essa peça, além de dar um estilo próprio para a nação, dava aos mesmos um espírito de coletivo e contribuía para a formação de uma identidade nacional. Mas, o advento da tecnologia neste país, também refletiu na maneira das pessoas se vestirem, que a partir daí começaram a preferir uma moda alinhada com a modernidadetecnologia e experimentalismo.

deco lolita

*Lolita*

Antes de tudo, deixemos bem claro que lolita é um estilo, ou seja, roupa e, portanto, não existe de fato uma “cultura”. Isso depende do usuário, não existe um tipo de personalidade Lolita.

page

Lolita (comumente chamado de Loli) é um estilo japonês de moda cujas primeiras manifestações apareceram em fins da década de 70 e começo da década de 80. No Brasil, adotou-se também o termo japonês “Roriita”, devido à restrições do Google e do Orkut (nesse, principalmente, o único termo usado é Roriita) em relação ao uso da palavra Lolita. Inspiradas em parte na cultura ‘kawaii’ (fofa ou adorável) japonesa e na nostalgia de outros tempos – sejam períodos históricos (vitoriano ou Rococó) ou simplesmente da própria infância – as lolitas se dividem em vários sub-estilos, sendo alguns polêmicos e de existência controversa.

Há também certa preocupação com parecer infantil, elegante ou modesta, evitando uma imagem adulta, sexualizada (independente do sub-estilo) ou vulgar. Saias rodadas no comprimento do joelho, em forma de sino e suportadas por anáguas,renda de boa qualidade (geralmente algodão), decote alto, cabelos cacheados e/ou acompanhados a uma franja reta e tecidos pouco brilhantes são comuns a todos os estilos.

Entre os tecidos mais usados, o que predomina é o algodão. Tricoline e até chiffon podem ser usados, além de outros tecidos de fibras naturais e de boa qualidade. Tecidos brilhantes como cetim são sempre evitados, pois podem dar uma aparência barata ou vulgar a uma peça Lolita.

*Subcategorias*

Uma Lolita não precisa ser totalmente fiel a um único sub-estilo, a não ser que ela queira. Os mais comuns são três:

  • Sweet Lolita – Sweet, do inglês “doce”, é o estilo dito “fofo”, que usa cores como tons em rosa, tons pastel e por vezes marrom ou preto. Sempre com motivos fofos, é o estilo que mais procura a inspiração na infância, com suas estampas de doces e animais.

cats

  • Classical Lolita – o estilo clássico, que remete às modas vitoriana e rococó originais. As cores utilizadas são tons envelhecidos. O marrom e rosa-velho são comuns, e os motivos mais populares são as estampas flor
  • cats1
  • Gothic Lolita – a mistura do “gótico” com a moda lolita. As cores utilizadas são escuras e elegantes, onde obviamente o preto predomina. Cores vibrantes podem dar um ar vulgar contrastadas com preto, por isso cores pálidas e sóbrias são recomendadas. Apesar da inspiração da moda Gótica, a maquiagem deve continuar leve e natural, sem excesso de sombra preta e batons muito escuros.

cats2

Outros estilos são menos comuns, mas igualmente usados no dia-a-dia:

  • Country Lolita – É um estilo mais “fresco” e modesto, usado geralmente em épocas quentes como o verão, traz chapéus e bolsas de palha com rendas e laços, estampas e motivos florais, de frutas ou um xadrez delicado, como gingham
  • hehalana-country-lolita
  • Casual Lolita – Casual Lolita é uma forma de usar o estilo com as roupas diárias e comuns. Por exemplo: saias em formato de sino, como o estilo exige, com rendas, lacinhos e babados e uma camiseta baby look com estampa fofa. Nunca tênis, sapatos (mas não sapatilhas). Sapatos boneca simples e com saltos baixos caem bem melhor.

images

  • Hime Lolita – Estilo que mais remete à imagem de princesas européias. Apesar de muito parecido com o Sweet Lolita, em especial pelas cores, diferencia-se pelos modelos de vestido, acessórios (coroas, tiaras, pérolas) e até mesmo pelo penteado.

images (2)

  • Shiro Lolita – considerada por alguns subdivisão do sweet lolita, uma roupa shiro Lolita é composta apenas de branco, já que shiro, do japonês significa branco.

images (1)

  • Kuro Lolita – também considerada subdivisão do sweet lolita por algumas pessoas, é o oposto de um outfit Shiro Lolita, simplesmente uma lolita vestida somente de preto.

tumblr_mcufi2dmeM1rk6j5do1_500

  • Punk Lolita – a mistura da moda punk com a moda lolita. São bastante utilizadas sobreposições, xadrez e listras. Os acessórios mais comuns incluem caveiras e talvez spikes.

images (5)

Os seguintes estilos são usados geralmente em photoshoots ou em encontros/eventos, o que não os impede de serem usados no dia-a-dia, mas não é comum.

  • Guro Lolita – as guro lolitas (termo japonês que corresponde à grotesque lolita)é uma lolita que usa bandagens, sangue falso e afins, o que pode dar um ar de boneca quebrada à lolita “comum”.

images (6)

  • Ero Lolita Ero é a abreviação de erótico, um termo muito controverso na moda Lolita. Apesar do nome, um outfit Ero Lolita não é composto de lingerie ou saias curtíssimas, já que as regras Lolita estão acima de qualquer inspiração. Corsets podem ser usados, mas sempre com uma blusa por baixo, e também os decotes são um pouco maiores, ainda assim não chegando na linha do busto. A saia pode ser quatro ou cinco dedos acima do joelho, mas é bom balancear o tanto de pele mostrada para não parecer vulgar.
  • Wa Lolita e Qi Lolita O primeiro sub-estilo é baseado na combição entre acessórios japoneses e a roupa tradicional com a moda Lolita, onde as mangas dos vestidos e a gola transpassada lembram os kimonos e contrastam com a saia volumosa. Já a Qi Lolita tem praticamente o mesmo conceito de Wa Lolita, com a diferença de que os acessórios e vestidos são inspirados na vestimenta tradicional chinesa. Ambos são comumente usados em eventos, não diariamente.

gothic images (7)

  • Deco Lolita Uma mistura do estilo Decora com o Lolita. Usa-se muitos acessórios variados e coloridos como prendedores de cabelo, laços enormes na cabeça, perucas e estampas coloridas. As cores são geralmente em tons pastel, e cores cítricas, fluorescente ou muito chamativas são usadas com extrema moderação ou evitadas.

deco lolita

Ainda existem muitos estilos de lolita que não são considerados “oficiais”, pois uns dizem que existe e outros afirmam que não existe.

O mundo das “Loli”, como às vezes as pessoas que se vestem segundo o estilo se denominam, tem base na época Vitoriana, no Rococó e em certo saudosismo quanto à modéstia e elegância das roupas. Há também a intenção de se parecer infantil em boa parte dos estilos, com saias rodadas, sempre na altura dos joelhos, rendas, laços e babados. No Brasil, as pessoas muitas vezes têm de recorrer à costureiras e às poucas marcas japonesas (e americanas)como Baby the Stars Shine Bright,Angelic Pretty e Innocent World que exportam, pois ainda não há lojas especializadas baseadas no país.

Muitas vezes usários e fãs de Lolita são vistos também como fãs de visual kei ou de j-rock. Isso não corresponde necessariamente à verdade. Muitas lolitas não possuem o menor interesse nas bandas visuais ou em rock, independente de onde ele venha. Essa situação é especialmente visível no Japão, em que há uma cisão entre as lolitas que preferem outros estilos de música e a minoria que prefere visual kei e outros estilos teoricamente similares, relacionados ou subestilos, tais como oshare kei – sendo que estas são conhecidas como bandogyaru ou bandgirls. Bandas japonesas como Malice Mizer, Moi dix Mois, Antic Cafe/An CafePsycho le Cému e Vidoll tem membros influentes na comunidade Lolita e que diversas vezes também aparecem em editoriais de moda nas revistas Gothic & Lolita Bible e Kera. As cantoras Nana Kitade e Kana são adeptas do estilo, embora sejam confundidas com músicos de visual kei por quem tem conhecimento superficial sobre o assunto.

As Lolitas muitas vezes freqüentam karaokê, fazem piqueniques, promovem encontros regulares para tomar chá, ou apenas ir à cafeterias e confeitarias.

Fontes e Créditos

Fonte:http:

http://www.harajukulovers.com.br/index.php/pessoas/

http://pt.wikipedia.org/wiki/Lolita_(moda)

http://perdidanojapao.blogspot.com.br/

http://maikosdiary.blogspot.com.br/2012/02/estilos-do-japao-part1.html

http://resumododia.com/moda-japonesa-roupas-estilo.html

http://diversidadevisual.blogspot.com.br/2010/06/dress-up-game-estilos-japoneses.html

http://reinodemorango.blogspot.com.br/2011/02/country-lolita.html

Tradução: Jayne Freire

Dúvidas e Contatos

E-mail.:lifecosplay@hotmail.com

Tumblr.:lifecosplay.tumblr.com

Este é um tutorial sobre como fazer o penteado da Yoko do anime Tengen Toppa Gurren Lagann, essa personagem tem um cabelo muito marcante e fácil de fazer, por que é um belo rabo de cavalo , que pode ser usado até mesmo no dia – a – dia.

 

33405_7927 - Jessica_Nigri Tengen_Toppa_Gurren_Lagann Yoko_Ritona

Yoko do anime Tengen Toppa Gurren Lagann

 

 
Material

#peruca;

#apoio para colocar a peruca (pode ser um manequim ou atém mesmo um pote grande);

#grampos de cabelo para prender a peruca (para segurar a peruca na cabeça, usei 5);

#escova ou pente;

#Bobbys para colocar na peruca;

#spray de cabelo (eu recomendo Suave com uma espera de pelo menos 7 minutos para secar);

#secador de cabelo com ajuste de “frio” ( opcional );

 

Como Fazer…

 

 

1ºPasso: Prenda com os grampos a franja da peruca, certifique – se que os cabelos esteja bem presos.

 

2º Passo: Após prende – los aplique o spray até que fique bem firme, coloque hairspray na franja. Preste atenção especial ao redor das raízes, e só pulverizar levemente nas extremidades. Deixe secar por aproximadamente 15 minutos. Se você quiser, use um secador de cabelo no frio para fazer isso mais rápido.

 

 

3º Passo: Quando você tirar os grampos para fora, a franja deve ficar mais ou menos onde eles estão. Se não, provavelmente, o spray de cabelo ainda não secou ainda, pode fixá-los de volta para onde eles estavam.

 

 

4ºPasso: Escove as franjas para a frente. Seja gentil, como você poder , mas deve levar algum tempo até a avançar. Não escove-os para baixo. Sempre em Movimentos para cima.

 

5ºPasso: Agora comece a modelar a franja na forma original.Coloque a escova na parte de baixo da franja use – a para puxar as franjas para a frente e ligeiramente para baixo com um movimento de torção. Os ao escovar deve ficar macio . Se você puxá-los para baixo demais ela não ficará certa, coloque a escova por baixo e escova reta para cima. Repita este passo até que os cabelos não fique para cima.

 

 

Agora você pode escovar levemente na parte superior da franja para suavizar – los. Eu sugiro o pente para esta etapa, pois permite que você tenha mais controle.

 

Após arrumar a franja, faça um rabo de cavalo e acrescente mais spay de cabelo….
O resultado final é esse…

 

Obs: Essa foto foi retirada na frente do espelho.

 

 

Fontes e Créditos

Fonte: http://cosplaylife.blogspot.com.br/2011/11/styling-yokos-bangs-day-653.html

Tradução: Jayne Freire

Dúvidas e Contatos

E-mail.:lifecosplay@hotmail.com

Tumblr.:lifecosplay.tumblr.com

The Iron Man Helmet

Este é um tutorial de como fazer o capacete do Homem de Ferro,ele é muito fácil e o material é muito barato, são coisas encontradas em casa e mesmo assim tem por fim um projeto final grandioso.Também mostrarei como se faz um porta lápis incrivel do Homem de ferro.

Material

#Cola;

#Bexiga;

#Papel;

#Papel Machê;

#Papel Cartão ou Cartolina;

#1 caneta Sharpie:

#Molde do Capacete em PDF

Como Fazer…

1º Passo:Infle o balão o tamanho completo. Tem que ser um pouco maior do que a sua cabeça. Imagine que seja grande o suficiente para que sua cabeça possa caber confortavelmente dentro dele. Prenda-o em um recipiente pra ficar mais fácil de trabalhar, foi usado um copo na imagem que servil como um possível apoio.

Observe o bico de ar no balão. Ele é colocado em um lugar muito específico. Para formar o queixo do capacete. Isto é importante porque a forma do balão será  adequada para molde . O balão dá uma forma bom capacete.

Set the balloon

2ºPasso: Vamos fazer  papel machê. É simplesmente duas xícaras de farinha e duas xícaras de água, cola é opcional. Misture-se bem por isso é cremosa e suave. Coloque uma colher de sopa de sal. Este sal irá proibir o crescimento de fungos e manter o capacete fresco e limpo.

mix the paper mache

3ºPasso: Rasgue ou corte uma série de tiras de jornal ou toalha de papel. Foi usado jornal neste tutorial, mas toalhas de papel funciona bem também. Basta usar toalhas de papel fortes para que eles não rasgue quando for aplicado o  papel machê.

cut strips of newspaper

4ºPasso: Cubra o balão com as tiras de papel,até que ele fique bem firme,quanto mais camadas de papel mais forte ele ficará e sua resistência será maior.Para ajudar na secagem foi usado um ventilador assim acelera o projeto.

dry the paper mache

5ºPasso: Corte a parte inferior do capacete com uma tesoura. Lembre que o bico de ar é e usá-lo como o queixo. Você vai ver como o o balão é uma forma natural para um capacete e também pode veja onde você deve cortar o fundo para caber na sua cabeça . Experimente-o para ter um ajuste confortável.Não o corte mais que o necessário.

6ºPasso:Em seguida corte os lados do capacete. Estes são tipo como fones de ouvido mas muito maior. Imagine os buracos sendo os ouvidos só que com uma proporção maior e sendo  eles  ovais. Na imagem em baixo mostra a lateral do capacete já cortada. Para facilitar desenhe as aberturas no papel machê seco antes de cortar.Isso tem que ser feito senão o capacete do homem de ferro será somente uma bola.

7ºPasso: Agora use fita adesiva para cobrir as duas aberturas laterais. Assim o capacete se tornará liso e uniforme ,tabém ci

coloque fita no interior do capacete.

8ºPasso: Agora corte as outras extremidades doo capacete, como os olhos e a parte superior do capacete.Tem alguns molde para ser usado assim fica muito mais fácil.E  aplique mais papel machê após isso.

Você pode assistir o vídeo no final da página para ver exatamente como essas peças vão no capacete.

 

Veja como vai ficar a  lateral do capacete.

9ºPasso: Imprima o Modelo assim fica mais fácil e o cole em uma papel cartão,mas senão tiver papel cartão também serve cartolina ou até mesmo papelão mais fino.

Dorme o molde até que ele fique mais parecido com o encaixe do balão.

10ºPasso:Uma vez que você tem as peças do modelo tudo no lugar muito , você pode ir em frente,  aplique outra camada de papel machê.  O da imagem não ficará liso como um metal mas  você pode fazer isso com massa acrílica ela deixará a peça muito boa, além de deixa-la ainda mais forte e resistente.

The side of the helmetThick paper machePaper Mache the helmet

Deve também fazer uma camada de papel machê no interior do capacete. Isto tornará muito mais forte. E se você quiser usá-lo muito que você realmente deve torná-lo mais forte!

A partir de agora espere até que as camadas de papel machê sequem para aplicação de outras assim vc poderá ver onde necessitam de retoques.

Agora o trabalho irá melhorá assim você dará as formas que deseja ao capacete.

11ºPasso: Agora vamos pintar esse capacete! Desenhe linhas sobre o capacete para que você saiba em que momento muda a pintura de ouro para vermelho.

Paint the gold face section

Pinte primeiro o capacete de vermelho cereja, se precisar use fita  para cobrir o restante da peça,mas se for pintar com um pincel não a necessidade.

Após a secagem delinie as separações de cores com a caneta Sharpie.

 

 

Pronto assim ficará a sua obra de arte, que serve como uma excelente mascará cosplayer.

Fontes e Créditos

Fonte: http://www.stormthecastle.com/how-to-make-a/how-to-make-the-iron-man-helmet.htm

Tradução: Jayne Freire

Vídeo Tutorial

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=roUYCbzYkvY

Dúvidas e Contatos

E-mail.:lifecosplay@hotmail.com

Tumblr.:lifecosplay.tumblr.com